Biotecnologia – Portugal

Novartis cria o “i-Lab” 29/09/2009

Filed under: Biotecnologia,Notícias — Hugo Azevedo @ 14:52
Tags: , , , ,

novartis[1]Amplo, ergonómico e tecnológico. Pronto para a comunicação e a interdisciplinaridade em tempo real. A farmacêutica Novartis apresentou o seu novo gadget no final de Agosto e chamou-lhe o Laboratório do Futuro.
Por Nicolau Ferreira, em Basileia (Público, P2, 23 de Setembro de 2009).

 

Entre bancadas ajustáveis, lavatórios e um ecrã-computador enorme controlado a milhares de quilómetros, nos Estados Unidos, por outro cientista, Mark Fishman diz que o modelo do laboratório que está a apresentar é “um i-phone gigante”. O presidente dos Institutos da Novartis para a Investigação Biomédica (INIB) falava enquanto um objecto tridimensional virtual de um composto químico girava e era controlado por mãos que estavam do lado de lá do oceano Atlântico, noutro laboratório da Novartis.

 

A simulação de uma sessão de perguntas e respostas entre os dois laboratórios sobre a molécula mostrou um dos objectivos do ” i-phone gigante”: tornar a capacidade de comunicação imediata, global e fácil durante a investigação.

 

Desde o quadro branco que pode imprimir directamente a molécula acabada de ser desenhada até ao material utilizado no dia-a-dia que pode surgir do tecto ou do chão, todo o design foi pensado para libertar espaço, permitindo que o diálogo surja. É esse o objectivo do Laboratório do Futuro que aposta na integração, multidisciplinaridade e comunicação instantânea.

 

A ideia para o novo laboratório surgiu em 2002, quando a Novartis fundou o INIB, em conjunto com mais medidas para combater a tendência negativa que toda a indústria está a sofrer, nas últimas décadas, com uma escassez de ideias para a produção de novos medicamentos. A empresa, que em 2008 fez 28,05 mil milhões de euros, espera mesmo que daqui a 50 anos o conceito se mantenha actual.

 

“O Laboratório do Futuro foi pensado neste novo contexto, para apoiar o aumento das comunicações e a colaboração na procura de novos medicamentos”, explicou por e-mail ao P2 Marcus Dobler, responsável pela concepção do modelo.

 

A apresentação do novo conceito foi na sede da Novartis, em Basileia, na Suíça. O campus é um novo bairro da cidade que tem uma vibração futurista. Está situado numa antiga região fabril, no extremo da cidade suíça, que já tinha fábricas da Novartis. A farmacêutica fechou o espaço ao resto da cidade – só pode entrar quem trabalha lá – e iniciou uma reconstrução do bairro, convidando vários arquitectos, como o canadiano Frank Gehry, para desenharem laboratórios, edifícios para escritórios ou conferências, alguns ainda a ser construídos.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s