Biotecnologia – Portugal

Proibir produção de OGM na Europa é “ridículo e desastroso”, comenta Pedro Fevereiro 06/01/2011

Filed under: Biotecnologia,Notícias — Hugo Azevedo @ 12:24

Pedro Fevereiro: Presidente do CIB

A modificação genética de organismos é um tema que levanta questões éticas e que  divide a opinião pública por haver dúvidas quanto à segurança e qualidade dos produtos que derivam dessa tecnologia. 

 

Tendo por base a  investigação realizada  nesta área nos últimos dez anos e co-financiada pela União Europeia (UE) em 200 milhões de euros, a Comissão Europeia (CE) publicou recentemente um relatório onde sumariza os resultados de 50 projectos e assevera que a utilização de organismos geneticamente modificados (OGM) não representa riscos  para o ambiente e para a saúde humana e animal. 

 

Na sequência da publicação deste relatório, Pedro Fevereiro, presidente do  Centro de Informação de Biotecnologia (CiB) revelou ao “Ciência Hoje” que não foi surpreendido com as conclusões publicadas, mas que fica “admirado” por, perante este resultados, não haver decisores políticos europeus “com coragem” para aprovar esta tecnologia. 

 
“Ao longo de 25 anos Europa gastou  300 milhões de euros em investigação, foram publicadas centenas de artigos de trabalho científico cuja conclusão é que as variedades vegetais transgénicas não produzem risco acrescido na sua utilização em comparação com as tradicionais. Mas continua a haver contestação e os pareceres políticos continuam a ser negativos”, constatou. 
 

O  investigador de biotecnologia vegetal sublinhou que as maiores vantagens do recurso a transgénicos verificam-se sobretudo ao nível da produção. Para além destes produtos poderem ser mais resistentes a doenças provocadas por fungos, nemátodes e vírus, pelo que implicam um uso menor de pesticidas, possibilitam o aumento da produtividade e reduzem o uso de máquinas agrícolas, havendo uma consequente redução de emissões de carbono.  

 

A estas mais-valias  observadas em centenas de artigos científicos, sublinhou o investigador, acresce o facto de “não haver fundamento” para os argumentos utilizados pelos grupos anti-transgénicos, segundo os quais, estes produtos provocam doenças ou perdas de biodiversidade. “Manter estas posições é ridículo, do ponto de vista político e científico, e desastroso, ao nível agronómico”, disse ainda. 

Europa reconhece vantagens dos OGM mas não facilita produção!

As variedades vegetais transgénicas são actualmente produzidas em dez por cento do solo arável disponível no mundo, sendo os principais produtos abrangidos por esta tecnologia a  soja, o milho, o algodão e  a colza. “Na Europa, a percentagem é mínima, mas nos Estados Unidos, por exemplo, 80 a 90 por cento da soja é transgénica”, precisou o investigador. 

 

De acordo com este especialista, as empresas de biotecnologia europeias não conseguem desenvolver novos produtos devido à hesitação política em agilizar os processos de aprovação de novas variedades obtidas por modificação genética. “Passados 17 anos de utilização de OGM, sem qualquer problema, as pessoas continuam a batalhar pela proibição”, lamentou, acrescentando que “mesmo quando os pareceres científicos garantem a qualidade dos produtos”, ao nível político não são aprovados na Europa.

 

Pedro Fevereiro destacou ainda a “reticência europeia” face à realização de ensaios de campo com OGM, sublinhando que Portugal não é excepção. “Cá é extremamente difícil aprovar ensaios de campo com estas variedades, algo que não se verifica  em países de outros continentes. É incompreensível esta dificuldade dado o conhecimento científico dar indicações de que não existem problemas com estes produtos”, concluiu. 

by: CiênciaHoje
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s