Biotecnologia – Portugal

Sessão de Informação: MARIE CURIE ACTIONS 30/09/2011

Filed under: Biotecnologia,Eventos — Hugo Azevedo @ 17:25

Sessão de Informação

MARIE CURIE ACTIONS

3 Outubro de 2011, Sala de Conferências da Reitoria da
Universidade de Lisboa

As Acções Marie Curie apoiam a mobilidade e o
desenvolvimento de carreira dos investigadores europeus.

As Redes de Formação Inicial (ITN) proporcionam
aos investigadores em início de carreira a oportunidade de integrar equipas de
investigação já estabelecidas e melhorar as suas perspectivas de carreira.

As Parcerias entre empresas e universidades (IAPP)
incentivam os projectos de investigação conjuntos entre organismos públicos e
privados que se dedicam à investigação.

 

Initial Training Networks (ITN) – candidaturas entre 20 de Julho de 2011 e 12 de Janeiro de 2012

Industry Academia Partnerships and Pathways (IAPP) – candidaturas entre 19 de Outubro de 2011 e 19 de Abril de 2012

PROGRAMA

14.00 – Registration of participants

14.15 – Welcome by a representative of
the University of Lisbon

14.20 – The “old” and the new Marie
Curie Initial Training Networks:

– The ITN multi-partner

– European Industrial
Doctorates (EID)

– Innovative Doctoral
Programmes (IDP)

– Proposal preparation and the
submission

– Administrative and financial
aspects

– The ITN project
implementation phase

David Pina, Research Executive
Agency

15.20 – Questions and answers

16.00 – The Industry-Academia
Partnerships and Pathways

David Pina, Research Executive
Agency (REA)

16.30 – The experience of
participation in a IAPP Project

Prof. Birgit Arnholdt-Schmitt,
Eu Chair at the University of Évora

16.50 – Discussion

17.15 – End of Session

Inscrições:

Para participar, por favor envie um e-mail para o
endereço: anamargarida.santos@fct.mctes.pt

Anúncios
 

Entrada em bolsa da primeira empresa de biotecnologia portuguesa – BIOPREMIER 19/09/2011

Filed under: Biotecnologia,Eventos,Notícias — Hugo Azevedo @ 22:40

A empresa de biotecnologia BIOPREMIER irá estar cotada na Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha, a partir do próximo dia 22 de Setembro no segmento Open Market. A entrada em Bolsa apresenta uma oportunidade única e irrepetível para os investidores.

A Biopremier foi fundada no final de 2003, por Manuel Rodrigues e Mário Gadanho, naquele tempo investigadores em Universidades. O desafio a que se propuseram foi o de criar uma empresa de biotecnologia de âmbito internacional, especializada em novos testes de DNA. Os seus produtos seriam comercializados sob a forma de serviços ou de kits, para os sectores agro-alimentar, clínico e veterinário.

A BIOPREMIER é uma empresa portuguesa com sede em Lisboa, especializada em Controle de Qualidade de Amostras Alimentares e Diagnósticos na área de Saúde. Entre os clientes encontram-se empresas de retalho Portuguesas e Internacionais assim como Hospitais, de média e grande dimensão. A BIOPREMIER obteve a Acreditação de âmbito flexível, segundo a Norma NP EN ISO/IEC 17025:2005 para 3 métodos de Biologia Molecular, compreendendo 30 testes de DNA aplicáveis a amostras alimentares, tornando-se deste modo numa das poucas empresas europeias acreditadas para este âmbito de ensaios. A BIOPREMIER também desenvolve testes direccionados para doenças infecciosas e encontra-se actualmente a desenvolver kits de diagnóstico a aplicar nos casos de doenças infecciosas respiratórias inferiores e gastrointestinais.

Em 2006, a Biopremier obteve o Estatuto Nest e a homologação IAPMEI Inovação, dados pela Agência de Inovação e pelo IAPMEI, respectivamente. Durante esse mesmo ano, a empresa obteve o seu primeiro round de financiamento de capital de risco, juntando-se na sua estrutura accionista a InovCapital (ex-PME Capital). Consequência da actual situação financeira do Estado Português foi por este iniciado um ambicioso programa de privatizações que levou à sua saída da estrutura accionista da BIOPREMIER. Segundo Manuel Rodrigues, CEO da empresa, “A cotação na Bolsa Alemã é para nós um passo essencial por forma a evitar o contágio do actual clima pessimista dos mercados portugueses”.

As PME em pleno processo de desenvolvimento são especialmente atingidas pelo actual clima económico em Portugal onde raramente encontram na banca o necessário apoio ao seu desenvolvimento.

O segmento Open Market é comprovadamente uma oportunidade para as empresas desenvolverem a sua base de investidores. De acordo com entidades do mercado financeiro são esperadas cerca de 20 novas entradas de empresas portuguesas no mercado de valores alemão nos próximos meses.

A participação do Estado Português foi adquirida por uma grupo de investidores portugueses e alemães. O investidor principal, Jaime Antunes, fundador nos anos 80 de dois jornais de sucesso, referiu sobre a empresa “A BIOPREMIER escreve num tempo muito difícil um capítulo de sucesso na cultura empresarial portuguesa”.

Para o CEO Manuel Rodrigues esta presença no mercado de valores alemão é parte de um processo mais longo “Não é o primeiro passo em direcção à Alemanha mas antes uma sequência do trabalho já realizado junto de cliente alemães. Desta forma empresas como a Makro mostram o caminho para uma presença global da BIOPREMIER”.

A Biopremier foi fundada no final de 2003, por Manuel Rodrigues e Mário Gadanho tendo em 2006 obtido o Estatuto Nest e a homologação IAPMEI Inovação. Durante esse mesmo ano, a empresa obteve o seu primeiro round de financiamento de capital de risco. Esse capital serviu para construir os seus novos Laboratórios.

 

Biotecnol announced Cardiotrophin I to Start Phase I Clinical Studies 05/09/2011

Filed under: Biotecnologia,Notícias — Hugo Azevedo @ 16:20

 

Digna Biotech and Biotecnol (The Consortium) announced today that the Spanish Regulatory Medicine Agency has authorized the start of a Phase I Clinical Trial in healthy volunteers for Cardiotrophin-I (CT-I). The study will be conducted in Hospital Universitario Puerta de Hierro de Majadahonda in Madrid and Clinica Universidad de Navarra in Pamplona, and will include 33 healthy volunteers.


Researchers from the Center for Applied Medical Research (CIMA) discovered that CT-I is able to stimulate hepatic regeneration after partial hepatectomy, as well as to defend the liver against warm ischemia reperfusion injury. It also protects hepatocytes from death during an acute liver failure situation. Based on these data, CIMA obtained the intellectual property of CT-I for its use in hepatic diseases. The pre-clinical development of CT-I has been possible thanks to the financial support of ClaveSuan, the Center for the Industrial and Technological Development (CDTI) and the Government of Navarra.


The Consortium entered into an Exclusive Option and Licensing agreement with Genentech, Inc (a fully owned subsidiary of the Roche group) inSeptember 2009.


About Cardiotrophin-I


CT-I is a member of the interleukin (IL) 6 family of cytokines. Our studies have demonstrated that the administration of recombinant CT-I produces a clear hepatoprotective effect in several animal models of liver failure and induces liver regeneration in partial hepatectomy models.


CT-I has been already granted Orphan Drug Status (EU/3/06/396) by the European Medicines Agency (EMA) and the US Food & Drug Administration (FDA) for the prevention of ischemia/reperfusion injury associated with solid organ transplantation. It has also obtained FDA Orphan Status for liver transplantation.


About CIMA and Digna Biotech


CIMA (University of Navarra) brings pure research closer to its clinical application, carrying out high-quality scientific work in the service of humankind, combating diseases that cause great suffering and for which no cure has yet been discovered.


Digna Biotech is a biotechnological company focused on the development of products originated from CIMA. Currently, Digna’s portfolio includes another two products under clinical development such as P144 and Interferon alpha-5.


About Biotecnol


Biotecnol is a biotechnology company developing biopharmaceutical products, and has a special focus on the development of novel antibody-based therapeutics to treat life-threatening diseases such as cancer. Biotecnol has a proprietary antibody format, which allows to develop multi-specific antibodies against various cancer targets. These formats are called Tribodies™. Biotecnol is committed in building value by developing a diverse pipeline of antibody products to address unmet healthcare needs.

        

Through its facilities in Portugal, Biotecnol leverages its business income by establishing in-house partner-led or collaborative programmes, which provide Biotecnol a strong client-based activity and an established track record. Biotecnol uses its proprietary expression technology, cell line development capabilities, upstream and downstream processing, analytics and QC experience for delivering therapeutic recombinant protein product and processes to support all stages of product development through early research and preclinical activities to GMP/GLP compliant processes for biomanufacturing of clinical and ultimately commercial products.

More informations: BIOTECNOL