Biotecnologia – Portugal

Empresa de Biotecnologia investe 4,2 milhões de euros para produção de microalgas nos Açores 16/01/2013

Filed under: Biodiesel,Biotecnologia,Notícias — Hugo Azevedo @ 11:24

O Governo dos Açores reconhece interesse estratégico para a Região do projeto de investimento para a produção de microalgas e suplementos alimentares antioxidantes e a construção de uma unidade de remoção de microalgas e cianobactérias de massas de água eutrofizadas.

Trata-se de um investimento no valor global superior a 4,2 milhões de euros, que será concretizado pela empresa Algicel Indústria no concelho da Lagoa.

astaxanthin caratenoides algicelO despacho conjunto do Vice-Presidente do Governo e do Secretário Regional dos Recursos Naturais, publicado esta segunda-feira no Jornal Oficial, considera que o projeto se insere na estratégia de desenvolvimento regional consagrada no Programa do XI Governo Regional dos Açores, nomeadamente no que se refere à dinamização e revitalização da produção de bens transacionáveis para incremento da capacidade exportadora da região.

Este projeto de investimento, que prevê a criação de 12 postos de trabalho, assume um carácter manifestamente inovador para o tecido económico regional, transpondo os resultados da investigação científica realizada, entre 2007 e 2011, pela empresa Algicel – Biotecnologia e Investigação, em consórcio com a Universidade dos Açores, com claro desenvolvimento tecnológico no âmbito da biotecnologia e da gestão dos recursos naturais.

Algicel Açores FabricaOs bens que serão produzidos no quadro deste projeto são produtos de alto valor acrescentado, maioritariamente direcionados para a exportação, que se pretende que sejam associados à marca e à sustentabilidade ambiental dos Açores.

Apesar deste projeto não atingir o montante mínimo de cinco milhões de euros de investimento exigido para o reconhecimento de Projetos de Interesse Regional, o despacho conjunto assinado por Sérgio Ávila e Luís Neto Viveiros recorda que podem ser reconhecidos projetos com um valor de investimento inferior desde que apresentem uma forte componente tecnológica, de investigação e desenvolvimento, de inovação aplicada ou de manifesto interesse ambiental.

Fonte: Açoriano Oriental

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s